Paróquia de São Vicente de Paulo

Trigésimo domingo do tempo comum - 2015

 

O evangelho meditado hoje é o de Marcos 10,46-52. É o episódio do cego . O cego está na beira do caminho, esperando Jesus passar. Ele possuía uma dupla situação: era cego e mendigo. Nada possuía. O que tinha era um manto. Este manto representava sua esperança e seu chão. Ele joga o manto vai ao encontro de Jesus e diz: “Mestre que eu veja”. Jesus disse-lhe: “vai, a tua fé te curou”. Ele depois se torna fiel seguidor de Jesus. O cego representa para nós o protótipo do verdadeiro discípulo: aquele que, pela fé segue Jesus. O cego vai ao encontro de Jesus não para pedir esmolas, mas para buscar o caminho da fé em Jesus. Jesus não apenas abre os olhos do cego, mas também o coração. O cego curado reconhece Jesus como Messias. Ele, com mais coragem que Pedro e o homem rico, segue Jesus no caminho porque tem uma fé firme.

Precisamos ter fé em Jesus, para que Ele nos cure de nossas cegueiras: morais, sociais e espirituais. O cego é o modelo de todos aqueles que precisam abrir os olhos, tomar consciência de suas responsabilidades. O cego foi libertado de sua cegueira para que com a luz de Jesus, ele vencesse a escuridão, assim como o amor venceu o ódio, a paz venceu a guerra e a vida venceu a morte.

No mundo de hoje, marcado fortemente pela cultura urbana, pós-moderna, pluralista e secularizada, corremos um grande risco de correr nossa fé, até mesmo por uma vaidade intelectual. Corremos um risco de nos deixar levar pelas ondas nefastas do ateísmo – negação de Deus. Procuremos ter uma fé genuína e decidida como foi a do cego Bartimeu, que jogou fora a única coisa que possuía: o manto, para ir ao encontro de Jesus.

Precisamos gritar para Jesus, precisamos largar os mantos das nossas seguranças e nos colocar de pé, numa atitude de prontidão, para o seguir. Jesus dá nova visão aos que lhe pedem para ver; ilumina o seu caminho pela luz da fé e lhes devolve o gosto de ver, enxergando e fazendo novas todas as coisas. Feliz de quem tem sido iluminado pela luz da fé, passa a seguir Jesus pelos caminhos da fé, passa a seguir Jesus pelos caminhos da frágil, bonita e desafiadora vida de peregrinos, enquanto aqui está.

Neste domingo do encontro de Jesus com o cego Bartimeu, que foi libertado de sai cegueira, damos graças ao Pai porque, em Jesus, a luz venceu a escuridão, o amor venceu o ódio, a paz venceu a guerra. Que todos os seres humanos sejam luz e benção para os seus semelhantes. Que Deus nos abençoe.

Pe. Raimundo Neto
Pároco de São Vicente

Mensagem

...Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.

Este é o primeiro e grande mandamento.

E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo...

Eventos