Paróquia de São Vicente de Paulo

DÉCIMO OITAVO DOMINGO DO TEMPO COMUM ANO B



O evangelho proclamado hoje é a primeira parte do sermão de Jesus sobre o pão da vida (João 65,41-51), e contém duas partes bem diferenciadas: 1ª) A origem de Jesus e a fé nele. 2ª) Jesus é o pão vivo que dá vida a quem o come.

Os judeus criticavam Jesus porque dissera: “Eu sou o pão vivo descido do céu”, e diziam: “Não é este Jesus, o filho de José? Não conhecemos seu pai e sua mãe? Como diz agora: Não conhecemos seu pai e sua mãe? Como diz agora: que baixou do céu? Numa boa lógica, as palavras de Jesus eram para eles uma louca arrogância. É o escândalo, sempre atual, da Encarnação de Deus na raça humana. Jesus reconhece que o mistério de sua pessoa não pode ser captado senão pelo dom da fé:” Não critiquem, ou seja, não sejam incrédulos. Ninguém pode vir a mim se o pai que me enviou não o atrair. . asseguro-lhes: aquele que crê tem a vida eterna”. Jesus fala no presente: aquele que corresponde à atração do pai, aquele que crê, já tem a vida eterna.

A segunda parte do evangelho constitui o núcleo do sermão sobre o pão da vida. Mediante a fórmula de revelação “eu sou” como Yaveh, no Antigo Testamento – Jesus se define como o pão que dá a vida eterna a quem o come. Essa é a diferença com o maná do deserto, que além de ser pão perecível, não podia impedir a morte de quem o comia. Em contraposição, Jesus declara: “Eu sou o pão vivo que desceu do céu: aquele que come deste pão viverá para sempre. E o pão que eu darei é minha carne para a vida do mundo”.

Síntese: Jesus ao se declarar Pão da vida se encontra sucessivas rejeições: 1ª) por parte da multidão 2ª) por parte das autoridades dos judeus; 3º por parte dos discípulos; muitos até o abandonaram.

A rejeição parte exatamente das autoridades judaicas. Diz o evangelho que eles começaram a murmurar. E a causa desse murmúrio é a Encarnação de Jesus. O fato de Jesus se apresentar de forma humana. Na visão deles, pode ser dom amoroso do Pai, isto é, pão descido do céu, Jesus não deveria ser de origem humana. Outro motivo porque eles rejeitaram Jesus é por que ele se declara como o Pão da vida definitiva – Jesus é dom de Deus que nos dá a vida.

Que esta celebração eucarística possamos assimilar e reconhecer Jesus, pão da vida, aquele que se dá na totalidade de seu ser: corpo, sangue, alma e divindade: Jesus eucarístico.

Pe. Raimundo Neto
Pároco de São Vicente

 

Mensagem

...Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.

Este é o primeiro e grande mandamento.

E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo...

Eventos