Paróquia de São Vicente de Paulo

Papa Francisco ajoelhou-se para se confessar

 Durante a celebração penitencial de sexta-feira, 28, na Basílica de São Pedro, no Vaticano, o Papa Francisco ajoelhou-se para se confessar, pela primeira vez em público.

Pouco antes, na homilia, Francisco havia dito que “somos todos somos pecadores, mas podemos pedir perdão”:

“Se dissermos: ‘Não tempos pecado’, enganamo-nos a nós mesmos e a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele, que é fiel e justo, perdoará os nossos pecados e nos purificará de toda injustiça”.

Na sequência, Francisco deu o exemplo e foi confessar-se. Depois de alguns minutos, sentou-se num confessionário e ouviu várias pessoas.

A iniciativa intitulada “24 horas para o Senhor” se estende até às 17h deste sábado, 29, com o objetivo de convidar todos a se aproximarem do sacramento da penitência.

“Com o perdão, o coração se renova e rejuvenesce. O nosso Pai nunca se cansa de amar, Ele nos espera sempre e nos perdoa. Não só nos deixa a porta aberta, como nos espera e nos perdoa. E mais ainda: faz uma festa. Se tu vens com toda a tua vida, com tantos pecados, Ele, em vez de te repreender, faz uma festa”, disse Francisco.

Ainda na celebração penitencial, o Papa pediu aos presentes que façam da preparação para a Páscoa uma etapa de “conversão”.

“Do coração do homem renovado segundo Deus provêm os comportamentos bons: falar sempre com verdade e evitar qualquer mentira; não roubar, antes partilhar quanto se tem com os outros, particularmente com quem passa necessidade; não ceder à ira, ao rancor e à vingança”, afirmou, diante de centenas de fiéis.
(CM)

Fonte: http://pt.radiovaticana.va

Mensagem

...Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento.

Este é o primeiro e grande mandamento.

E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo...

Eventos